segunda-feira, 13 de março de 2017

Após sufoco, Remo vence Pinheirense com gol de Eduardo Ramos


Foto: Akira Onuma-O Liberal
O Pinheirense conseguiu dar sustos à torcida do Remo, mas a vitória foi mesmo do Leão e com um detalhe: o meia Eduardo Ramos reestreou pela equipe e ainda marcou o gol da vitória. A partida aconteceu neste sábado (11), no Mangueirão, em Belém, e foi válida pela sétima rodada do campeonato paraense.
Depois de perder várias oportunidades de gol, o Pinheirense acabou, em um lance até infantil, concedendo um pênalti ao Remo. O volante Marquinhos foi para a bola e abriu o placar para o Leão, aos 29 minutos do primeiro tempo. Já na segunda etapa, o cruzamento de Léo Rosa foi na cabeça de Eduardo Ramos, que coroou a boa atuação, marcando o tento da vitória azulina.

Ficha técnica (Remo 2 x 0 Pinheirense)

Remo – André Luiz; Léo Rosa, Henrique, Zé Antônio e Jackinha; Tsunami (Elizeu), Marquinhos e Flamel; Gabriel Lima (Eduardo Ramos), Edgar (Jayme) e Nano Krieger. Técnico: Josué Teixeira
Pinheirense – Adriano; Sandro (Daniel Papaléguas), Leandro, Wallace e Gabriel; Alexandre, Laion e Biolay (Lineker); Hallace, Lucão (Endy) e Feijão. Técnico: Junior Amorim
Gols: Marquinhos 29’/1ºT e Eduardo Ramos 29’/2ºT (Remo)
Cartões amarelos: Tsunami, Elizeu e Edgar (Remo); Sandro, Wallace e Feijão (Pinheirense)
Local: Mangueirão (Belém/PA)
Data: 11/03/2017
Hora: 16h
Árbitro: Gustavo Ramos Melo
Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Lucio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos
Público: 5.377 (3.632 pag. e 1.745 cred.)
Renda: R$ 80.765,00
Fonte: ormnewsr

São Raimundo vence o Castanhal e continua firme rumo à semifinal


 


Alexandre comemorando seu primeiro gol no SR
O São Raimundo venceu na noite deste sábado o Castanhal por 4 a 2 no estádio Colosso do Tapajós, e segue dando passos largos rumo à semifinal do Campeonato Paraense Banpará 2017. A partida foi válida pela sétima rodada da competição estadual.
No dia do aniversário do estádio Colosso do Tapajós, o São Raimundo demorou a engrenar na partida e tomou sustos antes de abrir o placar. Aos 30 minutos, Chaveirinho cobrou falta na área e Rubran completou para o fundo das redes, fazendo 1 x 0 para o Pantera. Em seguida, Chaveirinho foi derrubado na área e o árbitro assinalou a penalidade. Na cobrança, Erick Foca fez o segundo dos donos da casa.
Na volta do intervalo, o Castanhal quis engrossar o duelo. E logo no início do segundo tempo, Japonês bateu de longe vencendo goleiro Roger Kath, descontando o placar. Aos 14’, Alexandre fez o terceiro gol do São Raimundo, depois de uma grande jogada de Thiago pela esquerda. Quatro minutos depois,em um contra-ataque, puxado pelo meia Alexandre, o zagueiro Wanderlan fez o quarto gol. Ainda tinha tempo para o Japiim da Estrada descontar com Willian Saroa aos 43 minutos.
Com o resultado, o São Raimundo chegou aos 13 pontos e continua na segunda colocação do grupo A1. O Pantera foi ultrapassado pelo Paysandu, com 15, depois da vitória neste domingo contra Independnete. Já o Castanhal segue com oito pontos, ocupando a terceira posição no grupo A2.
Na próxima rodada, o São Raimundo encara no domingo (19) o Remo no estádio Mangueirão. Já o Castanhal enfrenta no sábado (18) o Cametá no Parque do Bacurau.
São Raimundo 4  x  2 Castanhal
Local Colosso do Tapajós
São Raimundo 1 x 0: Rubran 30′ 1º
São Raimundo 2 x 0: Erick Foca (pênalti) 38′ 1º
Castanhal 1 x 2: Japônes 3′ 2º
São Raimundo 3 x 1: Alexandre 14′ 2º
São Raimundo 4 x 1: Wanderlan 18′ 2º
Castanhal 2 x 4: Willian 43′ 2º
Renda: R$ 17.918,00
Pagantes: 1.012
Credenciados: 759
Total: 1.771
São Raimundo: Roger Cat, Leandrinho, Wanderlan, Rubran e Tubarão : Rodrigo Vitor, Denis Pedra(Bilau), Chaverinho e Alexandre(Lucas Barbosa): Thiago e Eric Foca.(Andrei Nunes) Técnico Lecheva
Castanhal: Marcelo Valverde, Nego, Carlinhos Rocha,Georde e Carlinhos Maraú; Luis Felipe, Paulo Roberto(Japonês) Dedeco (Augusto) e Elson: Wilkson,(Bruno Santa Maria) e William Saroa. Técnico; Samuel Cândido .
FONTE: IVALDO FONSECA

sábado, 4 de março de 2017

São Francisco 1 x 0 Pinheirense: Leão vence a primeira no parazão

Mesmo com o péssima gramado do Sousa o leão venceu
O São Francisco enfrentou na tarde deste sábado (4), o Pinheirense no estádio Francisco Vasques, e mesmo com muita chuva e um gramado ruim, venceu por 1 a 0, conseguindo a primeira vitória no Campeonato Paraense. O jogo foi  o complemento da sexta rodada. O gol azulino foi marcado no primeiro tempo pelo garoto Juninho.
O São Francisco sabia que tinha que buscar a vitória a todo custo e o técnico Walter Lima- o aniversariante do dia- armou a equipe bem postada, que contou mais uma vez com as grandes defesas do goleiro Labilá, a raça e a boa saída de bola do estreante Marcelo Pitbull e a movimentação do garoto Juninho de 18 anos uma aposta do técnico azulino.
Quando faltou técnica o leão santareno, teve raça e comprometimento para buscar o resultado positivo. Quando marcou o gol na primeira fase com Juninho, teve a tranquilidade até o final para segurar, uma vitória super importante na luta para evitar o rebaixamento.
O time santareno que jogou desfalcado do zagueiro Marcos Alemão e Rodrigo Santarém, ainda teve que superar a saída  no intervalo do zagueiro Charles que jogou com dores na coxa esquerda e foi substituído por Lucão outro jovem contratado junto a Desportiva paraense, que fez sua estreia com a camisa azulina.
O São Francisco agora volta a jogar terça-feira(7)  às 20h contra o Paragominas na Arena Verde. O time azulino ainda está na última colocação do Gripo A2, mas agora com 3 pontos ganhos .
Pinheirense 0 x 1 São Francisco 
Local : Estádio Francisco Vasques o(Sousa)
Jogo de portões fechados
Árbitro :José Magno Teixeira
Pinheirense: Adriano Paredão, Cleydir, Leandro, Wallace e Gabriel: Alexandre, Daniel ( Miranda) Endy(Madson) e Cleberson; Lucão e Lineker(Hallace). Técnico Junior Amorim
São Francisco :Labila, Daelson, Charles,(Lucão) He-man e Sousa; Fabinho, marcelo Pitibul, Juninho(Tavinho) e Thiago Marabá: Bartola (Lucas Castilho) e Ricardinho. Técnico Walter Lima

Fonte: Rolando a Bola

quinta-feira, 2 de março de 2017

São Raimundo perde para o Joinville com pênalti “contestado” e fica fora da Copa do Brasil


Foto: Sandro Lopes
O São Raimundo lutou até o final, mas acabou sendo derrotado pelo Joinville por 1 a 0, na noite desta quarta-feira(28) na Arena Joinville, dando adeus a Copa do Brasil. O gol do time catarinense foi atraves de um pênalti muito contestado pelo alvinegro santareno.
O primeiro tempo foi bastante disputado, o São Raimundo teve algumas oportunidades, mais o time da casa teve um um dominio maior e acabou abrindo o placar aos 24 minutos em um pênalty cometido por Rubram, e convertido pelo  meio campo Aldair que bateu com categoria para fazer 1 a 0.
No segundo tempo o Joinville recuou para segurar o resultado, e o time santareno, cresceu e criou algumas oportunidades chegando a chutar uma bola na trave com meio campo Wendel aos 37 minutos, mas não conseguiu empatar o jogo para levar para os pênaltys.
O Joinville com a vitória garante classificação para terceira fase da Copa do Brasil e o São Raimundo agora volta para Santarém e volta as atenções novamente para a disputa do Campeonato Paraense
Joinville 1 x o São Raimundo
Competição: Copa do Brasil;
Arena Joinville – Joinville (SC);
Renda: R$ 21. 980,00
Público: 1. 880

1 x 0 Joinville Aldair aos 24 minutos 1ºtempo
Joinville: Matheus; Roberto, Danrlei, Max e Alex Juan; Renan Teixeira, Lúcio Flávio(Gustavo), Fabinho Alves e Breno;(Junior Sutil) Marlyson(Bruno Batata) . Técnico Fabinho Santos.
São Raimundo: Roger Cath, Leandrinho, Rubran, Wanderlan e Tubarão: Rodrigo Vitor(Anderson), Denis Pedra, Chaverinho(Wendel) e Alexandre; Thiago e Eric Foca(Bilau). Técnico: Lecheva
Arbitragem: Wanderson Sousa apita, auxiliado por Marconi Helbert Vieira e Luiz Antonio Barbosa.(MG)
FONTE: ROLANDO A BOLA/IVALDO FONSECA

quarta-feira, 1 de março de 2017

COPA DO BRASIL RESULTADOS DESTA QUARTA FEIRA 1º DE MARÇO

COPA DO BRASIL 2ª  FASE  RESULTADOS DE ONTEM
Joinville  Joinville 1 × 0 São Raimundo-PA São Raimundo-PA
Qua - 01/03/17 19h30 - Arena Joinville
 
Sinop Sinop 1 × 3 Fluminense Fluminense
Qua - 01/03/17 19h30 - Gigante do Norte
 
Avaí Avaí 1 × 1 Luverdense Luverdense
Qua - 01/03/17 19h30 - Ressacada

PSTC PSTC 2 × 4 São Paulo São Paulo
Qua - 01/03/17 19h30 - Estádio do Café
 
ABC ABC 1 × 1 Osasco Audax Osasco Audax
Qua - 01/03/17 19h30 - Salvador Russani
 
Gurupi Gurupi 0 × 0 Rio Branco-AC Rio Branco-AC
Qua - 01/03/17 20h30 - Gilberto Resende Rocha
 
Sampaio Corrêa Sampaio Corrêa 0 × 0 Guarani de Juazeiro Guarani de Juazeiro
Qua - 01/03/17 20h30 - Ernesto Rocco
 
JOGOS NESTE DIA 2 DE MARÇO AINDA  PELA SEGUNDA FASE



Brusque Brusque × Corinthians Corinthians
Qua - 01/03/17 21h45 - Augusto Bauer
 
Boa Esporte Boa Esporte × Goiás Goiás
Qua - 01/03/17 21h45 - Melão
 
Qua - 01/03/17 21h45 - Serra Dourada
 
Ponte Preta Ponte Preta × Cuiabá Cuiabá
Qui - 02/03/17 19h30 - Moisés Lucarelli

Portela é grande campeã do Carnaval 2017

Escola de Madureira encerra jejum de 33 anos em disputa acirrada com a Mocidade decidida no último quesito da apuração

 

Rio - Num carnaval marcado por acidentes dramáticos na Sapucaí, a Portela venceu disputa acirrada com a Mocidade Independente e deu fim ao jejum de 33 anos sem títulos. A escola de Madureira ficou à frente da Mocidade, Salgueiro, Mangueira, Grande Rio e Beija-Flor, que também participam do desfile das campeãs, no sábado. Em seguida ficaram Imperatriz, União da Ilha, São Clemente, Vila Isabel, Unidos da Tijuca e Paraíso do Tuiuti.







 Após 33 anos, Portela é campeã do Carnaval 2017


Este é o 22° título da Portela. "Todas as escolas precisam da vitória da Portela, são muito melhores com a Portela forte. Mais importante do que a vitória da Portela é levantar a bandeira do samba", afirmou o presidente da agremiação, Luis Carlos Magalhães.  
O enredo "Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar", do carnavalesco Paulo Barros, foi inspirado na canção "Foi um rio que passou em minha vida", de Paulinho da Viola e recebeu nota 10. A Portela mostrou na Avenida os rios de água doce do mundo e como vivem as populações ribeirinhas.
Portela cantou sobre as águas doces EFE
A Portela, que ano passado ficou em terceiro lugar, entrou na avenida com trinta e uma alas e seis carros. O momento mais emocionante do desfile do carnavalesco Paulo Barros foi o protesto contra o desabamento da barragem da Vale do Rio Doce, que deixou um rastro de destruição e morte na cidade de Mariana e no distrito de Bento Gonçalves, 2016. 


Este foi o primeiro ano da escola na Sapucaí após a morte do presidente Marcos Falcon, assassinado em seu comitê de campanha em Oswaldo Cruz, em setembro de 2016. Ao final  do desfile, uma bandeira com as cores da Portela e o rosto de Falcon foi erguida em homenagem ao presidente assassinado.
Mocidade e Salgueiro
Desde de 2003 sem voltar para o desfile das campeãs, a Mocidade comemorou cada nota na apuração do Grupo Especial nesta quarta-feira. A agremiação de Padre Miguel tem cinco títulos no Carnaval carioca. 

A escola levou à Sapucaí o enredo "As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakesh", um encontro entre Marrocos e o Brasil. A Mocidade voltou a fazer uma apresentação de destaque, depois de anos em que flertou com o rebaixamento para a Série A. O segundo lugar este ano foi comemorado com título pelos representantes da escola que acompanharam a apuração na Sapucaí.
A escola de Padre Miguel fez uma apresentação quase sem erros Márcio Mercante / Agência O Dia
O Salgueiro cantou o enredo "Divina Comédia", baseado na obra de Dante Alighieri no século XIV. A escola mostrou do inferno à purificação na Passarela do Samba. Com alegorias pesadas e imponentes a escola empolgou o público e foi a vencedora do Troféu Tamborim de Ouro, do DIA, pela sétima vez.
Desfile da Vermelha e Branca foi praticamente impecável e levantou o público na Sapucaí Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Fonte: O Dia



sábado, 25 de fevereiro de 2017

Flamengo encerra jejum, vence o Vasco e garante vaga na final

Vitória garantiu o Fla para enfrentar o Fluminense na final da Taça Guanabara (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Vitória garantiu vaga ao Fla para enfrentar o Fluminense na final da Taça Guanabara (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Após nove jogos, o Flamengo voltou a vencer o Vasco. Com a vitória por 1 a 0, neste sábado, no Raulino de Oliveira, os rubro-negros avançaram para a final da Taça Guanabara. Agora, os flamenguistas vão disputar o título do primeiro turno do Campeonato Carioca contra o Fluminense, no próxima fim de semana.
O Flamengo foi superior durante os 90 minutos contra os cruzmaltinos, que precisavam da vitória. Os rubro-negros desperdiçaram diversas oportunidades, mas chegaram a vitória com gol de pênalti marcado por Diego.
O jogo – O clássico começou movimentado, com as duas equipes em busca do ataque. Com a necessidade da vitória, o Vasco avançava com mais intensidade e teve a primeira boa chance aos sete minutos. Jean arriscou da entrada da área, mas parou em defesa segura de Alex Muralha. Depois, foi a vez de Kelvin chutar de longe e obrigar o goleiro rubro-negro a fazer boa defesa.


O Flamengo só passou a chegar com perigo a partir dos 15 minutos. Em mais um chute de fora da área, Everton obrigou Martín Silva fazer grande defesa. O atacante teve nova oportunidade abrir o placar aos 26 minutos. Ele foi lançado na área e cruzou na saída do arqueiro cruzmaltino. No entanto, a zaga vascaína salvou a equipe.
A partida seguia equilibrada. O Flamengo controlava a posse de bola, mas sem abdicar do ataque. O Vasco avançava menos, mas quase chegava próximo da área pecava nas finalizações. Só que aos 39 minutos, os rubro-negros abriram o placar no Raulino de Oliveira. Luan derrubou Éverton na área e o árbitro marcou pênalti. Diego cobrou com categoria, sem chance para o goleiro cruzmaltino.

Nos minutos finais, o Vasco ainda tentou esboçar uma pressão, mas viu o Flamengo administrar o resultado até o intervalo.

No segundo tempo, o Vasco tentou novamente pressionar o Flamengo em busca do gol, mas não conseguia criar boas jogadas no ataque. Com isso, os rubro-negros continuavam tendo o controle da partida no Raulino de Oliveira. Tanto que os flamenguistas quase ampliaram aos 13 minutos em chute de William Arão que foi pela linha de fundo.

O panorama da partida continuava o mesmo. O Flamengo era mais perigoso e quase marcou o segundo aos 24 minutos. Após rebote do goleiro Martín Silva em chute de Diego, Rever tocou para o gol, mas viu Henrique salvar em cima da linha. Cinco minutos depois, Diego acertou a trave cruzmaltina.

Nos minutos finais, os vascaínos, visivelmente desgastados fisicamente, pouco incomodaram no ataque. O Flamengo administrou o resultado até o apito final para acabar com o jejum sobre o rival.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 VASCO
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 25 de fevereiro de 2017 (Sábado)
Horário: 17h(de Brasília)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Massaro dos Santos (RJ)
Renda: R$ 309.130,00
Público: 5.484 pagantes
Cartões amarelos: Trauco, Pará e Mancuello (Flamengo); Luan, Rodrigo, Jean e Kelvin (Vasco)
Gol: FLAMENGO: Diego, aos 39 minutos do primeiro tempo
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Rafael Vaz, Rever e Miguel Trauco; Rômulo, Willian Arão, Diego, Federico Mancuello (Gabriel) e Everton (Berrio); Paolo Guerrero (Felipe Vizeu)
Técnico: Zé Ricardo
VASCO: Martin Silva, Gilberto, Rodrigo, Luan e Henrique; Jean, Douglas (Guilherme), Wagner (Escudero) e Nenê; Kelvin (Muriqui) e Thalles
Técnico: Cristóvão Borges
Fonte:  Gazeta Esportiva