Natal, RN, 01 (AFI) – O maior campeão estadual brasileiro fez mais uma vítima na tarde desta segunda-feira. Diante de pouco mais de doze mil pessoas – apenas 7.970 pagantes – no Estádio Frasquerão, o ABC segurou um empate sem gols com o Globo e ficou com o título do Campeonato Potiguar.
Na partida de ida, realizada no Estádio Barretão, em Ceará-Mirim, o Mais Querido venceu o Globo por 1 a 0 e jogou nesta segunda-feira com a vantagem do empate, enquanto o adversário precisava ganhar por dois ou mais gols de diferença para ficar com o título inédito.
Bicampeão potiguar – no ano passado ganhou do América na grande final -, o ABC chegou ao 54º título estadual, abrindo quase 20 de vantagem para o rival. O Mecão se sagrou campeão 35 vezes, sendo a última delas em 2015, justamente sobre o Mais Querido.
PRESSÃO, MAS SEM GOLS
O ABC dominou o primeiro tempo e criou várias oportunidades de gols, mas os atacantes não estavam com o pé na forma. Aos 11, Nando aproveitou cruzamento de Erivélton e só não abriu o placar porque Rafael fez uma grande defesa. Na sequência, Gegê soltou a bomba em cobrança de falta e o goleiro do Globo quase aceitou, mandando para escanteio.
Aos 25, Nando tabelou com um companheiro e bateu para mais uma grande defesa de Rafael. Perdido em campo, o Globo chegou pela primeira vez com perigo aos 29 minutos. A bola ia sobrando limpa para Edson na entrada da área, mas Cleiton chegou antes e afastou o perigo. Depois, Tiago Lima mandou para fora.
SÓ ADMINISTROU
Antes mesmo do primeiro minuto do segundo tempo, Bismarck soltou a bomba de fora da área e Edson impediu o gol do Globo com uma defesa segura. A resposta veio logo na sequência, mas a cabeçada de Nando parou mais uma vez em Rafael.
O Globo se lançou ao ataque a partir dos 25 minutos e criou uma boa oportunidade com Romarinho, que escapou pela esquerda e chutou forte. Edson desviou e por muito pouco Tiago Lima não completou. Jogadores dos dois times se estranharam e a arbitragem expulsou um de cada lado: Echeverría no ABC e Ângelo no Globo.
Nos minutos finais, o Mais Querido valorizou a posse de bola e apenas administrou o empate, conquistando mais um título em sua vitoriosa história.

Fonte: Radio Clube